ACIONAMENTO DOS CONTATOS SINCRONIZADO COM A PASSAGEM
PELO ZERO NA TENSÃO DA REDE ELÉTRICA

A tensão da rede elétrica apresenta comportamento senoidal conforme a forma de onda azul apresentada na Fig. 1. Os relés que apresentam o acionamento (fechamento) dos contatos sincronizados com a passagem pelo zero na tensão da rede elétrica irão acionar a carga (reator/lâmpada) somente quando a tensão se encontra próximo do zero, conforme apresentado na forma de onda vermelha.

Esse método irá reduzir os picos de corrente, conhecidos como in-rush, ocasionados por reatores com alto fator de potência e demais cargas com características capacitivas e determinando assim, uma maior vida útil tanto para os relés como também para as cargas acionadas pelos mesmos.

Tensao na rede e acionamento da carga

Fig. 1 – Tensão na rede e acionamento da carga.

Para uma melhor compreensão deste comportamento, a Fig. 2A e 2B apresentam os resultados obtidos na prática para uma carga sendo acionada no momento que a tensão da rede elétrica se encontra próximo do zero. Através da Fig. 2B pode se verificar que na corrente da carga, forma de onda roxa, não ocorreu picos de corrente (in-rush), preservando a vida útil do relé. A Fig. 2A apresenta o momento que a carga foi acionada, forma de onda verde, na qual pode se verificar que seu acionamento ocorreu praticamente quando a tensão estava em zero.

Acionamento sincronizado com a rede eletrica

Fig. 2 – Acionamento sincronizado com a rede elétrica.

A Fig. 3 apresenta o comportamento para o pior caso, na qual a tensão da rede elétrica encontra-se no pico da senóide no momento que a carga é acionada. Pode se observar através da figura, que ocorreu um elevadíssimo pico de corrente (in-rush), forma de onda roxa, na ordem de 280 A. Esse pico de corrente irá diminuir a vida útil do contato interno do relé, ou fazer com que o mesmo fique colado, mantendo permanentemente a carga acionada (lâmpada).

Acionamento nao sincronizado com a rede eletrica

Fig. 3 - Acionamento não sincronizado com a rede elétrica.

Os picos de correntes são ocasionados pelos reatores com alto fator de potência, pois montados juntos aos mesmos, encontra se os capacitores responsáveis pela correção do fator de potência. Esse componente ao ser submetido a uma variação instantânea de tensão, conforme o ocorrido na Fig. 3 comporta se como um curto-circuito, fazendo com que ocorram picos de corrente (in-rush).

Relés sincronizados com a passagem pelo zero na tensão da rede elétrica são recomendados para todas as cargas que apresentam características capacitivas, tais como: Reatores com alto fator de potência, lâmpadas compactas, fluorescentes acionados por reatores eletrônicos, lâmpadas a LED.